Mais uma morte: doze homicídios em 2017


Capão da Canoa

 

 Caio Flávio Schreiner Antunes, 48 anos, foi a vítima desta vez. Ele foi morto com dois tiros no rosto. O seu corpo foi encontrado nas proximidades do CTG João Sobrinho. Conforme o Chefe de Polícia da Delegacia de Capão da Canoa, Renato Toscani, ele deve ter sido morto em um outro local, e desovado nas proximidades do CTG. Toscani acredita que este local é com pouca circulação de veículos e por isso facilita a entrada e saída, sem que ninguém consiga observar. Já foram três os corpos localizados nesta região nos últimos meses.

        Com este homicídio já chegamos a doze em 2017, além de sete tentativas que não se concretizaram. Também teve o latrocínio onde o segurança e uma professora ficaram feridos. Os problemas vêm ocorrendo semanalmente e tanto a BM, como a Policia Civil trabalham para conter, mas como em todo o estado a situação está muito complicada, salienta Toscani. 

 Ele enfatiza ainda que a vítima desta segunda feira, dia 15, tinha passagens pela polícia, mas o grande problema dele foi ter testemunhado contra o traficante da cidade. Talvez isso tenha sido o motivo de sua morte.

 


 

Texto: Rubenir Fernandes 
Foto: Divulgação 

Categoria:NOTÍCIAS

Deixe seu Comentário