SUSTENTO NAS AREIAS DA BEIRA MAR

Capão da Canoa

 Uma vida dedicada à Beira Mar. Vida esta de muito trabalho, mas que rendeu o sustento dos filhos e agora dos netos. É assim a vida de uma família que viu sua filha ser criada junto com eles embaixo de um balcão de quiosque, dentro de um carrinho. Devido ao esforço do casal a vida continuou, mas,  a beira mar ainda lhe trás muita alegria e também o conforto dentro de casa. E o melhor de tudo o sustento para o casal e netos.

        É assim a vida Luis Fernandes da Silva e sua esposa Ana Oliveira da Silva. Os dois estão há 17 anos na beira mar, sendo 13 deles dedicado  ao aluguel de Barracas e Guarda sóis. Com toda sua estrutura montada próximo ao calçadão, seu Luis e dona Ana chegam cedo ao trabalho. Por volta das 7hrs da manhã lá estão eles para recepcionar os veranistas. Além dos dois tem os inseparáveis netos que já estão também pegando no pesado. Ângelo Gabriel e Moira da Silva estão juntos dos avós desde pequenos. Quando crianças ficavam ao redor do vovô e da vovó, agora eles trabalham juntos na instalação das barracas. Também pulam da cama cedo. E só voltam para casa com seu Luis e dona Ana as 20hrs. Tanto Ângelo Gabriel como Moira também se criaram embaixo das barracas.

 Para o seu Luis e dona Ana o trabalho é cansativo, mas gratificante, porque além de verem a filha e os netos crescerem embaixo das barracas na beira mar, também viram muitos filhos de veranistas seus clientes crescerem. Hoje muitos já trazem seus filhos aqui para a Beira Mar. “É uma vida gostosa. Conhecemos pessoas de todas as classes sociais, e com que ganhamos conseguimos viver e manter os netos com dignidade”, diz ele.

        “Nos últimos anos o mar tem contribuído e muito. Temos água quente e limpa, o que em algumas temporadas não tínhamos e isso afastava muito o veranista. O problema também nos últimos anos é a falta de dinheiro, mas o pessoal sempre tira alguma coisa para aproveitar a vida. Então não podemos nos queixar.” Ele acredita que ainda continuará na Beira Mar por muitos anos, juntamente com a dona Ana e também os Netos. “Isso é a nossa vida”, finaliza ele.

 

               

 

Texto: Rubenir Fernandes/ Rádio Horizonte
Foto: Beto Rodrigues 

Categoria:NOTÍCIAS

Deixe seu Comentário